O concelho de Lagoa passará a contar, já a partir de janeiro do próximo ano, com mais uma equipa de intervenção permanente, contabilizando um total de três, depois de ter celebrado, esta terça-feira, um protocolo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Lagoa.

Decorreu ontem, pelas 16h00, na Base de Apoio Logístico (BAL) da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Quarteira, a cerimónia, presidida pelo ministro da Administração Interna (MAI), José Luís Carneiro, de celebração de protocolos para homologar a constituição de mais 7 equipas de intervenção permanente na região do Algarve, com o objetivo de melhorar a eficiência da Proteção Civil e as condições de prevenção e socorro face a acidentes e catástrofes.

A assinatura deste protocolo vem contribuir para a forte aposta que Município de Lagoa tem feito, nos últimos anos, de reforço de meios e apoios à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de lagoa, contribuindo para que haja uma resposta mais célere e eficaz na proteção da população.

Com a constituição de mais uma equipa de intervenção permanente, a população de Lagoa estará mais segura, uma vez que terá mais uma equipa especializada com competências em valências diferenciadas para atuarem em diferentes cenários.

“Faz hoje precisamente 10 anos que Lagoa foi atingida por um tornado, que levou a que se tivesse que acionar todos os meios da proteção Civil para socorremos a população. Com a celebração deste protocolo e com mais uma equipa de Intervenção Permanente estamos com certeza melhor preparados para responder a fenómenos naturais, que tem tendência a acontecer cada vez mais”, afirmou Luís Encarnação, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa.

 

Pin It

Candidaturas on line - Apoios escolares

Candidaturas on line Apoios Escolares

COVID-19: página oficial

Lagoa 2020 - Cidade Sustentável