“A cultura saí à rua” juntou mais de mil e quinhentas pessoas nos lugares do público com cerca de três dezenas e meia de artistas, técnicos e produtores.  Aconteceu entre julho e setembro 2020 em dez palcos do concelho de Lagoa.

Durante cerca de um mês e meio aconteceram 22 espetáculos com a garantia de respeito por todas as recomendações da DGS para a realização de eventos em tempo de pandemia. Participaram 1. 509 espetadores, que através da aquisição dos ingressos, tornaram possível a oferta de 5. 268,35€ ao Centro Apoio Social de Porches, uma IPSS que assegura valências sociais de apoio à população local.

Tal como anunciado no arranque deste programa especial de verão, o total da receita obtida com a venda de bilhetes reverteu para um fundo sorteado entre todas as IPSS do concelho de Lagoa, no final do último espetáculo, a 5 de setembro 2020.

Os palcos ao ar livre, reinventaram-se nas várias localidades deste concelho algarvio. Diferentes artistas e agentes culturais com raízes nos territórios de Lagoa e na região contribuíram para uma fusão integradora de estilos e linguagens artísticas: da música ao teatro, da dança à magia.

A valorização da cultura e dos patrimónios locais, na sua essência e singularidade, é um dos resultados globais apontados no momento do balanço deste programa de iniciativa municipal.

O presidente do Município, Luís Encarnação, afirmou que «não abdicar da oferta de uma programação cultural diversificada durante este verão de 2020, diferente de todos os outros verões, foi uma aposta, claramente ganha. Saiu reforçada a marca de Lagoa como território de cultura e de patrimónios, importante para quem aqui vive e trabalha, mas também relevante para a retoma económica, bem como para o reforço de Lagoa enquanto destino turístico privilegiado.»