A Bandeira Azul certifica 6 praias do concelho de Lagoa na época balnear de 2020. Mas há duas praias que juntam a esta distinção uma outra: a das condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada.

Nas praias de Vale Olival, N. S. da Rocha, Vale Centeanes, Carvoeiro, Caneiros e Praia Grande (Ferragudo) foi hasteada na manhã de 22 de junho a «Bandeira Azul da Europa». O galardão notabiliza as praias que cumprem um conjunto de critérios relativos à qualidade da água, gestão ambiental, equipamentos, segurança e os serviços.

Ao mesmo tempo foi atribuída a bandeira de «Praia Acessível» às praias de Carvoeiro e de N. S. da Rocha. Esta segunda distinção resulta do cumprimento de normas que facilitam o uso dos areais por pessoas com mobilidade condicionada. As duas praias do concelho de Lagoa destacadas como «Praia acessível» disponibilizam, por exemplo, cadeiras anfíbias que permitem a ida a banhos a este grupo especial de utentes.

A iniciativa municipal «Carvoeiro – Acessibilidade Inclusiva» oferece ainda às pessoas com mobilidade condicionada outras possibilidades de fruição. No percurso entre o largo da praia e a área concessionada foram, no âmbito deste projeto, instaladas passadeiras de madeira assentes sobre a areia. A cooperação entre o concessionário do apoio balnear e o Município de Lagoa tornou ainda possível criar um espaço com sombra, especialmente adaptado para pessoas em cadeira de rodas.

Recorde-se que perto da praia de Carvoeiro está ainda acessível um percurso de descoberta da natureza ao longo das arribas, com cerca de 500m, entre o Forte de N. S. da Encarnação e o Algar Seco que também pode ser percorrido por pessoas com mobilidade condicionada. 

Na sessão do hastear de bandeiras desta segunda feira estiveram presentes o presidente do Município, Luís Encarnação, o vereador do pelouro das Praias e Orla Costeira, Jorge Pardal, a Autoridade Marítima, a Autoridade de Saúde, e representantes da Agência Portuguesa do Ambiente (APA)- Algarve.

Em todos os pontos de acesso às praias está a ser recomendada a aplicação das medidas de prevenção sanitária indicadas pela Direção Geral de Saúde, nomeadamente o uso de máscara e calçado, e o distanciamento de 2 metros entre pessoas que não pertençam ao mesmo grupo.