Estamos perante um mundo que se encontra a sofrer mudanças tão rápidas que se torna fundamental que as próprias escolas, currículos e pedagogias reflitam e acompanhem essa dinâmica. Neste sentido, os atores-chave educativos, desde o governo, autarquias, direções escolares, até aos professores que trabalham nas escolas, procuram frequentemente na inovação novas respostas para problemas antigos.

A Câmara Municipal de Lagoa, sensível e alerta para estas mudanças, e confrontada com as necessidades emergentes do concelho, abriu as portas do município para uma intervenção conjunta entre as áreas da educação, arquitetura e engenharia, rumo ao desenvolvimento e implementação de uma Escola Aprender+, promotora de sucesso e de qualidade das aprendizagens de todos os alunos, num ambiente inovador, flexível, autónomo e inclusivo.

 

 

Missão

O projeto Escola Aprender+: Ambientes educadores inovadores, surge como proposta de investigação-ação-intervenção, cujo objetivo central se prende com a promoção do sucesso de todos com todos, através do desenvolvimento de uma cultura de autonomia, flexibilidade e inclusão, potenciadora de aprendizagens de qualidade e alinhadas com as necessidades atuais e futuras dos alunos e do município.

Considerando o papel que a tecnologia e as ferramentas digitais gradualmente vão desempenhando no quotidiano escolar e das comunidades, este projeto alia o desafio tecnológico ao pedagógico, potenciando o desenvolvimento de uma escola “transformadora” desde a estratégia até à metodologia. 

 

Com quem?

O projeto “Escola Aprender+: Ambientes educadores inovadores” irá ser desenvolvido com toda a comunidade educativa do Concelho de Lagoa.

 

Como?

Iniciou-se em 2018, com a elaboração do projeto de arquitetura, e decorrerá até 2021, com a abertura e início de funcionamento da nova Escola Básica da Mexilhoeira da Carregação (Lagoa).

 

  • Aprender+ foto n.º1
  • Aprender+ foto n.º2
  • Aprender+ foto n.º3
  • Aprender+ foto n.º4
  • Aprender+ foto n.º5
  • Aprender+ foto n.º6
  • Aprender+ foto n.º7
  • Aprender+ foto n.º8
  • Aprender+ foto n.º9
  • Aprender+ foto n.º10
  • Aprender+ foto n.º11
  • Aprender+ foto n.º12

 

Parceria com a Universidade do Algarve

Procedeu-se à contratação de uma equipa de investigadores da Universidade do Algarve, cuja missão central se prende com o proporcionar de apoio técnico-científico na construção do projeto “Escola Aprender+: Ambientes educadores inovadores” no Agrupamento Escolas do Rio Arade, mais especificamente a Escola Básica da Mexilhoeira da Carregação (Lagoa), nomeadamente:

  • Oferecer dinâmicas de formação contínua aos docentes envolvidos no projeto (ciclo de conferências temáticas, oficinas de formação, supervisão e acompanhamento);
  • Reunir esforços no sentido de envolver toda a comunidade educativa no desenvolvimento do projeto;
  • Produzir recomendações que ajudem a perspetivar ações futuras;
  • Proporcionar momentos de reflexão e partilha de experiências do projeto pelas comunidades educativas regional, nacional e internacional.

A assinatura do protocolo entre a Universidade do Algarve e a Câmara Municipal de Lagoa decorreu no passado dia 6 de dezembro de 2018.

 

Assinatura do protocolo Câmara Municipal de Lagoa e Universidade do Algarve.

 

Ação

Assim, numa ótica multi e interdisciplinar, desenvolveu-se um conjunto de linhas orientadoras a desenvolver entre a equipa da Universidade do Algarve, a Câmara Municipal de Lagoa, e o Agrupamento de Escolas de Rio Arade, no âmbito do Projeto Escola Aprender+: Ambientes educadores inovadores, cujas ações consistirão em:

  • Consultoria & Assessoria
  • Apoio na formulação e operacionalização das guidelines do projeto “Escola Aprender+” no Projeto Educativo do Agrupamento e na Carta Educativa do Município;
  • Consultoria e assessoria na organização dos espaços e equipamentos (e.g., hardware) de aprendizagem.
  • Supervisão & Acompanhamento:
  • Diagnóstico das necessidades de formação dos professores e educadores da escola-alvo;
  • Organização de uma proposta de formação dirigida a vários destinatários (e.g., professores, educadores, funcionários, pais) de modo a preparar/capacitar para o processo de promoção de ambientes inovadores de aprendizagem. 

Equipa da UAlg Aprender+

A equipa de trabalho é constituída por cinco professores-investigadores da Universidade do Algarve e um bolseiro que passamos a apresentar:

 

Mauro FigueiredoMauro Figueiredo (Coordenador)

É professor-adjunto no Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve, Portugal. Doutorado em Engenharia Informática pela Universidade de Salford, Reino Unido. Os seus interesses de investigação incidem na utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação para a Educação, na Realidade Virtual e Aumentada. Membro integrado do CIMA e membro colaborador do CIAC. Coordenador principal do projecto MILAGE: Interactive Mathematics by implementing a Blended-Learning model with Augmented Reality and Game books, do programa ERASMUS+, financiado pela União Europeia. Desenvolveu a plataforma MILAGE APRENDER+ para a aprendizagem móvel que permite aos alunos estudarem qualquer disciplina num ambiente gamificado e que implementa um esquema de autoavaliação e avaliação dos pares com vídeos educacionais para a promoção da autonomia e de uma aprendizagem ativa autorregulada centrada no aluno.

 

Maria Helena HortaMaria Helena Horta (Subcoordenadora)

É professora-adjunta do Departamento de Ciências Sociais e da Educação da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve. Leciona em vários cursos via ensino, estando ligada à supervisão dos estágios de educadores de infância e, de um modo geral, à formação inicial e contínua de educadores e de professores, em disciplinas relacionadas com o currículo, supervisão, projetos, avaliação e desenvolvimento da linguagem. É doutorada em Formação de Professores: desenvolvimento profissional de professores para uma educação multicultural, pela Universidade de Huelva, Espanha; Mestre em Ciências da Educação, na área de especialização em Educação de Infância, Licenciada no domínio de especialização de Educação Especial e Apoios Educativos e Bacharel em Educação de Infância pela Universidade do Algarve. Atualmente é diretora do Mestrado em Educação Pré-Escolar, membro integrado regular do Núcleo Interdisciplinar da Criança e do Adolescente (NICA) da Universidade dos Açores (UAc), Delegada Regional no Algarve e formadora da Associação de Profissionais de Educação de Infância (APEI) e membro da bolsa de formadores, selecionados pelo Ministério da Educação, para dar formação sobre as novas Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (2016).

 

Cátia MartinsCátia Martins (Subcoordenadora)

É professora auxiliar do Departamento de Psicologia e Ciências da Educação da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve, leciona nos cursos de 1ºs ciclos em Psicologia e Ciências da Educação e da Formação, e no curso de Mestrado em Psicologia da Educação unidades curriculares relacionadas com a motivação para a aprendizagem, psicologia da educação e intervenção socioeducativa em contextos comunitários. Doutorada em Psicologia pela Universidade do Algarve no domínio da motivação para realizar voluntariado: estudos segundo uma abordagem funcionalista e da autodeterminação. Mestre e licenciada em Psicologia Educação pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada – Lisboa, desenvolveu trabalhos na área da motivação para a aprendizagem em crianças do pré-escolar e do 1º ciclo. Exerceu a função de psicóloga educacional desde 2002 a 2009 num agrupamento de escolas, colaborando com unidades de apoio a alunos com surdez e perturbações do espectro do autismo, alunos em situação de exclusão social e insucesso escolar, e na promoção de programas de orientação vocacional. Atualmente integra a equipa do projeto Erasmus+ MILAGE: Interactive Mathematics by implementing a Blended-Learning model with Augmented Reality and Game books. É membro efetivo da Ordem de Psicólogos Portugueses (OPP), do Centro de Investigação em Psicologia e Universidade do Algarve e do Grupo de Trabalho Não Formal da OPP.

 

Vítor GamboaVítor Gamboa

É professor auxiliar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade do Algarve, onde tem vindo a lecionar nas áreas do aconselhamento de carreira, e da intervenção psicopedagógica em contextos educativos, e a orientar estágios e dissertações, no âmbito do curso de mestrado em Psicologia da Educação, do qual é diretor. Situa os seus principais interesses de investigação nas abordagens experienciais ao mundo do trabalho e no impacto das mesmas no funcionamento motivacional e no comportamento vocacional, sobretudo em jovens inseridos em cursos de cariz profissionalizante. É precisamente neste domínio que tem diversas publicações nacionais e internacionais. Integra a comissão organizadora dos Encontros dos Psicólogos dos Serviços de Orientação do Sul – Universidade do Algarve. É membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, da European Society for Vocational Designing and Career Counseling (ESVDCC), da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento de Carreira (APDC) e do Centro de Investigação em Ciência Psicológica (CICPSI– Universidade de Lisboa).

 

Catherine SimonotCatherine Simonot

É professora-adjunta e atual sub-diretora da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve desde 2013. Doutorada em Ciências da Educação, com especialidade em didática das línguas estrangeiras: temas da motivação e da aprendizagem autodirigida. Subdiretora do Curso de Licenciatura em Educação Básica e membro do Conselho Técnico-Científico. Colaboradora do DILTEC através da GRAC Ibérique (Sorbonne Nouvelle – Paris III). Membro das associações APEF (estudos franceses) e APHELLE (ensino de línguas). Leciona unidades curriculares nos mestrados da sua unidade orgânica nas áreas de: prática de ensino supervisionada e aquisição e aprendizagem de línguas; lecionação nas licenciaturas nas áreas de: língua, cultura, linguística. A sua atividade científica tem se vindo a centrar na área da didática: ensino de línguas; aprendizagem de línguas; língua francesa; tradução.

 

Bolseiro de investigação 

Profissional na área da Psicologia da Educação com experiência em Intervenção Psicopedagógica e Comunitária, investigação empírica e elaboração de relatórios técnicos e científicos.

 

 

Ciclo de Conferências Temáticas “Rumo ao Futuro Aprender +

 A educação para todos requer um olhar perante os outros e a diversidade existente no mundo, as constantes mudanças e permanentes incertezas, sendo necessário criar condições de equilíbrio entre o conhecimento, a compreensão, a curiosidade, a criatividade e o sentido crítico (D’Oliveira Martins, 2017).

A avaliação de diferentes componentes do sistema educativo, tais como a avaliação do rendimento dos dispositivos de formação, a apreciação da eficácia e da equidade das práticas de ensino, são preocupações que estão na ordem do dia. Os decisores políticos e educacionais pretendem conhecer o impacto dos investimentos realizados, os formadores de professores sentem a necessidade de se apoiar em referenciais explícitos e experimentados, os educadores e professores interrogam-se sobre a melhor forma de agir. E toda esta situação se desenvolve num contexto social onde se exprimem expectativas, comparações e exigências formuladas pelos diversos parceiros das instituições educativas e escolares (Bru, 2001).

É neste contexto que termos como “inclusão”, “autonomia”, “flexibilidade curricular”, “motivação” e “inovação” surgem no discurso profissional docente e que a sociedade espera ver refletidos nas práticas educativas «no sentido de melhorar a qualidade das experiências de aprendizagem dos alunos e, consequentemente, proporcionar melhores oportunidades para atingirem melhores resultados. Contudo, as decisões sobre a mudança na prática devem estar nas mãos dos professores, tal como a aprendizagem está, em última análise, nas mãos dos alunos» (Day, 2001, p. 293).

Conscientes de que é a pessoa que subjaz ao professor a única que poderá determinar as mudanças necessárias ao desenvolvimento da sua ação educativa, numa simbiose completa entre a sua motivação intrínseca e o olhar atento às necessidades e expectativas dos alunos com quem trabalha (Horta, 2016), é nosso objetivo, com este Ciclo de Conferências Temáticas “Rumo ao Futuro Aprender+”, proporcionar momentos de partilha de saberes e de reflexão conjunta que ajudem os educadores/professores a (re)pensar as suas práticas educativas, equipando os seus alunos com competências que lhes permitam responder aos desafios da sociedade atual.

 

1ª Conferência ''Motivar para Inovar''

27 de fevereiro
Auditório Carlos do Carmo
Das 16h00 às 19h30

Alcançar uma cidadania ativa pressupõe que os alunos sejam agentes ativos, abertos à experiência e intrinsecamente curiosos. Tal implica que os alunos mobilizem a sua motivação intrínseca para aprender e dar o seu melhor na escola e internalizem conhecimento, valores e regras sociais.

Pretendendo contribuir para a construção de cidadãos ativos o Município de Lagoa dá início ao Ciclo de Conferências Temáticas “Rumo ao Futuro Aprender +”no dia 27 de fevereiro no Auditório Carlos do Carmo, com a realização da Conferência “Motivar para Inovar” com o Prof. Dr. Pedro Cordeiro, doutorado em Psicologia da Educação pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra na Área da Motivação e Desenvolvimento da Identidade de Carreira, docente do Instituto Politécnico de Leiria e Investigador Principal do Projeto SAPIE-EB.

Esta sessão tem como objetivos capacitar os professores a identificar práticas letivas promotoras e inibidoras da motivação em contexto escolar e sugerir estratégias de intervenção orientadas para a satisfação das necessidades psicológicas básicas dos alunos, facilitadoras do envolvimento dos alunos no processo de aprendizagem, da motivação intrínseca, do bem-estar e da qualidade do sucesso educativo. Neste encontro, far-se-á uso de uma metodologia que combina técnicas expositivas e metodologias ativas de ensino, com recurso ao role play, e a dinâmicas de grupo.

PROGRAMA

1ª Conferência ''Motivar para Inovar''

 16h00 - 17h45   Conferência: Motivar para Inovar: implicações no Bem-Estar e no Sucesso Escolar
(sem limitado de participantes)
 18h00 - 19h30   Síntese partilhada dos principais aspetos abordados na conferência
(limitado a 80 participantes)

* Esta ação de formação de curta duração de cariz científico e pedagógico, reúne as condições de reconhecimento ao abrigo do despacho nº 5741/2015 

 

ORADOR


Pedro Cordeiro
  Pedro Cordeiro
Politecnico de Leiria
nota biográfica