O VIII Congresso Nacional das Cidades Educadoras inscritas na Associação Internacional de Cidades Educadoras (AICE), irá decorrer entre 15 e 18 de maio, no Centro de Congressos do Arade em Lagoa do Algarve.

O programa deste Congresso pretende reforçar e valorizar três dimensões distintas, que concorrem em diferentes patamares para a realidade das nossas cidades: a política, a técnica e a da investigação académica.

Para refletir e afirmar estas dimensões, o programa prevê como pontos altos do VIII Congresso Nacional, duas mesas de autarcas, nos dias 15 e 17 de maio, a participação de conferencistas de prestígio nacional e internacional que trarão a debate os temas “Criar (na) Cidade”, “Periferias” e “Cidades e redes”, bem como, a apresentação de estudos académicos de Instituições de Ensino Superior.

De sublinhar ainda que este será o primeiro Congresso Nacional da Rede Territorial das Cidades Educadoras que contará com jovens vindos de todo o território nacional e ilhas que terão a oportunidade de participar em diversas atividades e que serão envolvidos no processo de criação de propostas que melhorem as nossas cidades e a nossa sociedade.

Mostrando-se essencial capacitar os jovens para que estes se tornem agentes ativos e dinamizadores das suas comunidades, este será o espaço ideal para refletir os territórios, identificando as suas oportunidades e desafios e partilhar com os seus pares, ideias e experiências para potenciar as mesmas.

O Congresso reserva ainda espaço para um programa cultural a decorrer no dia 18 de maio, o percurso performativo “Um Rio… de Encontro ao Mar”, que convida os participantes a conhecer a identidade de alguns locais de Lagoa através de uma viagem pelas memórias, lendas, contos e espíritos enraizados no imaginário coletivo.


Programa do Congresso

VIII Congresso da

Rede Territorial Portuguesa das
Cidades Educadoras

 

O VIII Congresso Nacional das Cidades Educadoras inscritas na Associação Internacional de Cidades Educadoras (AICE), irá decorrer entre 15 e 18 de maio, no Centro de Congressos do Arade em Lagoa do Algarve.

O programa deste Congresso pretende reforçar e valorizar três dimensões distintas, que concorrem em
diferentes patamares para a realidade das nossas cidades: a política, a técnica e a da investigação académica.
Para refletir e afirmar estas dimensões, o programa prevê como pontos altos do VIII Congresso Nacional, duas
mesas de autarcas, nos dias 15 e 17 de maio, a participação de conferencistas de prestígio nacional e internacional que trarão a debate os temas “Criar (na) Cidade”, “Periferias” e “Cidades e redes”, bem como, a apresentação de estudos académicos de Instituições de Ensino Superior.

De sublinhar ainda que este será o primeiro Congresso Nacional da Rede Territorial das Cidades Educadoras que contará com jovens vindos de todo o território nacional e ilhas que terão a oportunidade de participar em
diversas atividades e que serão envolvidos no processo de criação de propostas que melhorem as nossas cidades e a nossa sociedade.

 

1º Dia - Quarta-feira, 15 maio 2019

09h00   Receção dos congressistas
10h00   Sessão de Abertura
Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Francisco Martins
Secretária Geral da Associação Internacional de Cidades Educadoras, Marina Canals
Representante da Comissão Científica
Representante dos Jovens
10h30   Conferência Plenária “Criar (na) Cidade”: Auditório Manuel Gamboa
Jacqueline Moll, Doutorada em Educação e Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande
do Sul
Moderador: Luís Encarnação, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve
11h00   Debate
11h15   Lagoa d'honra
11h30   Mesa de autarcas “Desafios e Perspetivas para as Cidades Educadoras no contexto de Portugal na 3ª década do séc. XXI”: Auditório Manuel Gamboa
Francisco Martins – Lagoa do Algarve | António Pinto - Matosinhos | Ricardo Oliveira – Setúbal | José Ribeiro – Valongo
Moderadora: Jornalista  Nathalie Dias - Jornal Voz de Loulé
13h00   Almoço
14h30   Mesa de jovens - Leitura das conclusões do I Congresso de Jovens das Cidades Educadoras integrado no XV Congresso Internacional das Cidades Educadoras em Cascais.
15h30   Lagoa d'honra
16h00   Experiências para debate: Sala Remexido | Sala Ibn Ammar
16h00   Oficinas de Jovens “As nossas cidades”: Sala Fatacil
17h30   Experiências em ecrãs inteligentes: Ecrã 1 | Ecrã 2 | Ecrã 3
19h30   Cocktail e Jantar de boas vindas | Espetáculo “Viagem ao Imaginário”: Auditório Manuel Gamboa

 

2º Dia - Quinta-feira, 16 maio 2019

09h30  

Conferência Plenária “Periferias”: Auditório Manuel Gamboa
Inês Guedes de Oliveira, Professora Auxiliar no Departamento de Comunicação e Arte da
Universidade de Aveiro
Moderadora: Ana Martins, Vereadora da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve

10h10   Conferência Plenária “Periferias”: Auditório Manuel Gamboa
Carlos Fortuna, Professor Catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de
Coimbra e Investigador Permanente do Centro de Estudos Sociais
Moderadora: Ana Martins, Vereadora da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve
10h30   Debate
11h00   Lagoa d'Honra
11h30   Experiências para Debate: Auditório Manuel Gamboa| Sala Remexido | Sala Ibn Ammar
11h30   Oficinas de Jovens “Chuva de ideias”: Sala Fatacil
13h00   Almoço
14h30   Experiências para Debate: Sala Remexido | Sala Ibn Ammar
14h30   “A Universidade e a Cidade Educadora”: Auditório Manuel Gamboa
14h30   Oficinas de Jovens “Da ideia à prática”: Sala Fatacil
16h00   Lagoa d'Honra
16h30   Experiências em ecrãs inteligentes: Ecrã 1 | Ecrã 2 | Ecrã 3
18h00   Reunião da RTPCE: Sala Fatacil
19h30   Jantar "Sabores de Lagoa" *

 
* sujeito a inscrição

 

3º Dia - Sexta-feira, 17 maio 2019

09h30  

Conferência Plenária “Cidade e Redes”: Auditório Manuel Gamboa
Rosa Maria Coutinho, Comité Português para a UNICEF
Moderadora: Anabela Simão, Vereadora da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve

09h50   Conferência Plenária “Cidade e Redes”: Auditório Manuel Gamboa
Alberto Salume, Coordenador do Observatório de Vitória - Brasil
Moderadora: Anabela Simão, Vereadora da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve
10h10   Conferência Plenária “Cidade e Redes”: Auditório Manuel Gamboa
Paulo Dias, Reitor da Universidade Aberta e Professor Catedrático, Doutorado em Educação pela Universidade do Minho
Moderadora: Anabela Simão, Vereadora da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve
10h30   Debate
11h00   Lagoa d'Honra
11h30   Mesa de autarcas “Cidade e Redes”: Auditório Manuel Gamboa
Manuel Grilo – Lisboa | Ana Machado - Loulé |Carlos Bernardes – Torres Vedras| Maria Inês Barroso - Santarém
Moderadora: Jornalista Nélia Sousa - Rádio Lagoa
13h00   Almoço
14h30   Experiências para Debate: Auditório Manuel Gamboa| | Sala Remexido | Sala Ibn Ammar
14h30   Oficinas de Jovens “Os jovens propõem”: Sala Fatacil
16h00   Lagoa d'Honra
16h30   Mesa de jovens: Auditório Manuel Gamboa
Leitura da Declaração Final da participação dos jovens
17h00   Cerimónia de Encerramento: Auditório Manuel Gamboa
Leitura da Declaração Final do VIII Congresso Nacional de Cidades Educadoras
19h30   Jantar livre

 

4º Dia - Sábado, 18 maio 2019

 11h00   Percurso Performativo “Um Rio… de Encontro ao Mar” (Ferragudo, Mexilhoeira da Carregação e Parque Municipal do Sítio das Fontes) **
 15h00   Convívio no Parque Municipal do Sítio das Fontes com degustação de iguarias regionais

 

** n.º limitado de lugares

 

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
 Programa do VIII Congresso da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras 2019

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
 Ementa do VIII Congresso da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras 20119

 

Programa do Congresso para os Jovens

VIII Congresso da

Rede Territorial Portuguesa das
Cidades Educadoras

 

O VIII Congresso Nacional das Cidades Educadoras inscritas na Associação Internacional de Cidades Educadoras (AICE), irá decorrer entre 15 e 18 de maio, no Centro de Congressos do Arade em Lagoa do Algarve.

O primeiro Congresso Nacional da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras (RTPCE) contará com jovens vindos de todo o território nacional e ilhas que terão a oportunidade de participar em diversas atividades, bem como, no processo de criação de propostas que melhorem as nossas cidades e a nossa sociedade.

Este será o espaço ideal para refletir os territórios, identificando as suas oportunidades e desafios e partilhar com os seus pares, ideias e experiências para potenciar as mesmas. Torna-se assim essencial capacitar os jovens para que estes se tornem agentes ativos e dinamizadores das suas comunidades.

 

Terça-feira, 14 maio de 2019

21h00   Receção dos jovens
21h15   Apresentação do programa

 

1º dia - quarta-feira, 15 maio de 2019

08h45   Transporte para o Centro de Congressos do Arade
09h00   Receção dos congressistas
10h00  

Sessão de abertura
Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Francisco Martins
Secretária Geral da Associação Internacional de Cidades Educadoras, Marina Canals (a confirmar)
Representante da Comissão Científica
Representante dos Jovens

10h30   Conferência Plenária "Criar (na) Cidade"
Jacqueline Moll, Doutorada em Educação e Professora Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Moderador: Luís Encarnação, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve
11h00   Debate
11h15   Lagoa d'Honra
11h30   Mesa de autarcas | "Desafios e perspetivas para as Cidades Educadoras no contexto de Portugal na 3ª década de XXI"
Francisco Martins - Lagoa do Algrave | António Pinto - Matosinhos | Ricardo Oliveira - Setúbal | José Ribeiro - Valongo
Moderador:Jornalista Edgar Canelas e Mário Antunes
13h00   Almoço
14h30   Mesa de jovens - Leitura das conclusões do I Congresso de Jovens das Cidades Educadoras integrado no XV Congresso Internacional das Cidades Educadoras em Cascais.
15h30   Lagoa d'Honra
16h00   Oficinas de Jovens "As nossas cidades": Sala Fatacil
17h30   Experiências em ecrãs inteligentes: Ecrã 1 | Ecrã 2 | Ecrã 3
19h00   Cocktail e Jantar de boas vindas | Espetáculo !Viagem ao Imaginário": Auditório Manuel Gamboa
23h45   Transporte para o Centro Pastoral de Ferragudo

 

2º dia - quarta-feira, 16 maio de 2019

09h30   À Descoberta de Ferragudo: Take a Selfie
11h00   Transporte para o Centro de Congressos do Arade
11h00   Lagoa d'Honra
11h30   Oficinas de Jovens "Chuva de ideias": Sala Fatacil
13h00   Almoço
14h30   Oficinas de Jovens " Da ideia à prática": Sala Fatacil
16h00   Lagoa d'Honra
16h30   Tempo Livre
19h00   Transporte para o Jantar
19h30   Jantar "Sabores de Lagoa"*
21h30   Quizz "Terras de Portugal"
23h00   Transporte para o Centro Pastoral de Ferragudo


* sujeito a inscrição

 

3º dia - quinta-feira, 17 maio de 2019

09h30   Canoagem na Praia Grande de Ferragudo
11h30   Tempo Livre
12h30   Transporte de Ferragudo para o Centro Congressos do Arade
13h00   Almoço
14h30   Oficinas de Jovens "Os jovens propõem": Sala Fatacil
16h00   Lagoa d'Honra
16h30   Mesa de Jovens
Leitura da Declaração Final da participação dos jovens
17h00   Cerimónia de Encerramento
Leitura da Declaração Final do VIII Congresso Nacional de Cidades Educadoras
19h30   Jantar e atividade de despedida

 

4º dia - sexta-feira, 18 maio de 2019

11h00   Percurso Performativo "Um Rio... de Encontro ao Mar" (Ferragudo, Mexilhoeira da Carregação e Parque Municipal do Sítio das Fontes)**
15h00   Convívio no Parque Municipal do Sítio das Fontes com degustação de iguarias regionais


** n.º limitado de lugares  

 

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
 Programa do VIII Congresso da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras para os Jovens

 

Programa de Experiências

Experiências para debate

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  


 Programa de Experiências para debate

Experiências em ecrã inteligente

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
 Programa de Experiências em ecrã inteligente

 

 

Temas

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
Temas e sub-temas

 

Critérios de participação

Experiências para debate  ecrãs inteligentes

Critérios de candidadura para apresentação de experiências VIII Congresso Nacional de Cidades Educadoras

Lagoa 2019

Convidamos as cidades a apresentar experiências para o VIII Congresso Nacional de Cidades Educadoras num de dois formatos: experiência para debate ou em ecrã inteligente.

Para serem selecionadas as experiências por parte da Comissão Científica do Congresso, solicitamos às cidades o preenchimento do formulário de inscrição que se encontra disponível no site do Congresso. Se ainda não tem a sua apresentação pronta, leia o restante documento e prepare o que vai enviar.

 

Experiências para debate

O período de duração de apresentação de Experiências para Debate devem ter uma duração de 1h30’ – 1h45 de acordo com o programa e com o número de experiências inscritas.

Os campos a preencher para as experiências em debate são:

1 - Entidade
2 - Concelho
3 - Tipo de experiência
4 – Título da experiência
5 – Outras organizações envolvidas na experiência
6 – Faixa etária a quem se destina a experiência
7 - Ano de Inicio
8 - Ano de conclusão
9 - Eixo temático do congresso a que está vinculada a experiência
10 - Resumo (máx. 3000 carateres)
11 - Finalidade (objetivos gerais e específicos) (máx. 800 carateres)
12 - Vertente educativa da experiência (máx. 400 carateres)
13 - Breve descrição da cidade e da região ou local onde a experiência é realizada (máx. 800 carateres)
14 - Resultados (máx. 800 carateres)
15 - Página web da experiência (caso haja)
16 - Anexar fotos ou documentos

 

A participação das cidades realiza-se tendo em conta os seguintes critérios:

 

1ª parte: O moderador apresenta brevemente aos participantes o tema que engloba as diferentes experiências (5-7’).

2ª parte: Cada cidade dispõe no máximo 5’ para apresentar os aspetos mais relevantes da sua experiência. A apresentação deve ser acompanhada exclusivamente de 5 a 10 imagens, que contribuam para melhor compreender a experiência. (6-8 experiências por sala).

3ª parte: O moderador questiona os diferentes participantes das experiências para debate, de forma a centrar a atenção em aspetos singulares. Os participantes contam com 3’ para responder a cada pergunta.

4ª parte: Será disponibilizado um tempo mínimo de 15’ para que o público possa participar, questionando de forma aberta os intervenientes da mesa.

 

Experiências em Ecrãs Inteligentes

As cidades que pretendam apresentar uma experiência em formato de poster interativo devem preparar uma apresentação em PowerPoint de 8’ com os aspetos mais relevantes da experiência podendo incluir material audiovisual, fotografias, etc.

Os ecrãs inteligentes estarão distribuídos pelo Centro de Congressos do Arade, sendo que o programa contempla um momento para que as cidades possam apresentar as suas experiências aos congressistas interessados. Os congressistas poderão consultar as diferentes experiências nos ecrãs inteligentes ao longo de todos os dias do congresso.

 

Seleção das Experiências

Critérios para a seleção de experiências:

• As experiências devem ser enquadradas no tema do Congresso e responder a um dos 3 eixos temáticos/sub-temáticos – Criar (na) Cidade; Cidades e Redes; Periferias.

• Experiencias facilmente replicáveis a outras cidades.

• As experiências devem ter sido realizadas num tempo mínimo que permitam comprovar os resultados / impactos.

• Evitar abordagens genéricas (de preferência ações concretas).

• Evitar apresentações teóricas que não respondam a nenhuma atuação concreta.

• Prioridade às experiências inovadoras.

• Evitar iniciativas que tenham um carácter meramente expositivo.

• Explicitar a vertente educadora da experiencia.

• Prioridade às experiências desenvolvidas em colaboração com diferentes áreas da ação política local.

• Prioridade às ações que envolvam a participação ativa dos cidadãos no território promovendo o sentimento de pertença.

• Valoriza-se as experiências desenvolvidas em intercâmbios com diferentes cidades.

 

Jovens

Critérios para a participação dos Jovens no VIII Congresso Nacional de Cidades Educadoras

Lagoa 2019

Enquadramento
Uma das prioridades das cidades educadoras é fomentar a participação ativa dos cidadãos e das cidadãs e o seu envolvimento nas decisões locais e na vida da comunidade. É com base neste princípio que os governos locais promovem projetos, desenvolvem práticas e realizam ações que permitem às pessoas se apropriarem das ferramentas necessárias para que possam assumir os seus direitos e exercê-los com responsabilidade, participando ativa e democraticamente na construção de sociedades mais justas, equitativas, inclusivas e mais sustentáveis.
Neste sentido, e preconizando motivar e proporcionar às populações mais jovens a possibilidade de refletirem sobre como Criar (na) Cidade, convidamos os jovens das cidades que compõem a Rede Territorial das Cidades Educadoras a participarem no VIII Congresso Nacional que terá lugar em Lagoa (Algarve), de 15 a 18 de maio de 2019.

Introdução
O presente documento estabelece os critérios de participação dos jovens das cidades membros da Rede Territorial de Cidades Educadoras, no VIII Congresso Nacional das Cidades Educadoras.

Inscrições
No VIII Congresso Territorial das Cidades Educadoras podem participar um total de 30 jovens.
Cada cidade educadora pode candidatar-se com um máximo de dois jovens

Encargos
1. O Município de Lagoa assumirá os seguintes encargos:
a) Inscrição no Congresso;
b) Alojamento (quartos para rapazes e raparigas);
c) Refeições durante o Congresso

2. Cada Cidade Educadora assumirá os encargos com a participação dos jovens no Congresso: Viagens e transferes; Seguro de responsabilidade civil;

3. Qualquer outra despesa extra ficará a cargo dos participantes ou das respetivas cidades.

Candidatura dos Jovens
1. As cidades membros da Rede Territorial das Cidades Educadoras apresentarão no máximo dois jovens para participação no Congresso, preferencialmente um rapaz e uma rapariga, através do formulário de inscrição que se encontra disponível on-line. O número máximo de cidades será selecionado pela Comissão Organizadora, com base nos seguintes critérios:
• Diversidade geográfica das cidades educadoras
• As propostas apresentadas pelos jovens

2. Cada cidade é responsável pela seleção dos jovens candidatos, com base nos seguintes critérios:
a) Aluno do ensino secundário/Membro do Conselho Municipal da Juventude ou Grupo de Jovens integrado numa Associação local ou outra devidamente enquadrada.
b) Apresentação de uma ideia de projeto que permita a concretização/implementação de alguma/s medida/s constantes na Declaração do Congresso de Jovens do XV Congresso Internacional de Cascais.

Nota: O texto não deve exceder 1 página A4, em letra tamanho 11, espaço 1,5

Destinatários
Podem ser participantes jovens dos 16 aos 24 anos

Objetivos
Através da análise das medidas sugeridas pelos jovens no XV Congresso Internacional, os jovens no VIII Congresso Nacional terão a possibilidade de:
a) Partilhar e refletir sobre projetos desenvolvidos nas suas cidades com enfoque na população jovem;
b) Criar e apresentar projetos sobre como podem criar (na) cidade e que podem ser concretizados e replicados em qualquer cidade.

Atividades
Participação em oficinas e participação nos trabalhos do congresso com todos os participantes.
Tendo como base as medidas apresentadas sobre Participação e Cidadania, Meio Ambiente e Sustentabilidade e Coesão e Inclusão Social na Declaração do Congresso dos Jovens no XV Congresso Internacional das Cidades Educadoras em Cascais, os jovens no VIII Congresso Nacional terão momentos de trabalho de grupo para discussão das medidas apontadas e apresentação de projetos para a sua implementação, de forma a CRIAR (na) CIDADE.
Os jovens terão ainda a oportunidade de participar nas conferências e nas diversas mesas temáticas e ainda conhecer projetos de Lagoa sobre como CRIAR (na) CIDADE.
No final do congresso, os jovens apresentarão em plenário os projetos resultantes de cada grupo de trabalho.

Calendarização

Prazo limite para apresentação das candidaturas por parte das cidades 15 de março 2019

A Comissão Organizadora seleciona as candidaturas e comunica às cidades participantes 5 de abril 2019
Confirmação das inscrições e envio do programa definitivo aos participantes Até 24 de abril 2019

 

Observações
Todas as questões suscitadas sobre o assunto e não especificadas neste documento serão esclarecidas pela Comissão Organizadora do Congresso.

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
Declaração I Congresso de jovens de Cidades Educadoras

 

 

Comissão de Honra

Marcelo Rebelo de Sousa Presidente da República 
Francisco Martins  Presidnete da Câmara Municipal de Lagoa do Algarve 
José Águas da Cruz  Presidente da Assembleia Municipal de Lagoa 
Graça Fonseca  Ministra da Cultura 
Eduardo Cabrita  Ministro da Administração Interna 
Manuel Machado  Presidente da Associação Nacional de Municípios 
Mariana Canals  Secretária-Geral da AICE - Associação Internacional de Cidades Educadoras 
Paulo Morgado  Presidente do Conselho Diretivos da ARS Algarve 
João Fernandes  Presidente da Região de Turismo do Algarve 
Custódio José Barros Moreno  Diretor Regional do Algarve do Instituto Português de Desporto e Juventude 
Alexandre Lima Delegado Regional do Algarve da Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares da Direção de Serviços da Região Algarve
Madalena Feu  Delegada Regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) do Algarve 
Francisco Serra  Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve 
Jorge Botelho Presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve, AMAL
General Vasco Rocha Vieira   
Vítor Vaz Pinto  Comandante Operacional Distrital do Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro da Autoridade Nacional de Proteção Civil 
Capitão Pedro Fernandes  Comandante  do Destacamento Territorial de Silves da Guarda Nacional Republicana
Sargento Chefe José Martinho Comandante do Posto Territorial de Lagoa

 

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
 Comissão de Honra

 

Comissão Científica

Mauro Figueredo, Universidade do Algarve

É professor-adjunto no Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve, Portugal. Doutorado em Engenharia Informática pela Universidade de Salford, Reino Unido. Os seus interesses de investigação incidem na utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação para a Educação, na Realidade Virtual e Aumentada.

Membro integrado do CIMA e membro colaborador do CIAC. Coordenador principal do projeto MILAGE: Interactive Mathematics by implementing a Blended-Learning model with Augmented Reality and Gamebooks, do programa ERASMUS+, financiado pela União Europeia. Desenvolveu a plataforma MILAGE APRENDER+ para a aprendizagem móvel que permite aos alunos estudarem qualquer disciplina num ambiente gamificado e que implementa um esquema de autoavaliação e avaliação dos pares com vídeos educacionais para a promoção da autonomia e de uma aprendizagem ativa autorregulada centrada no aluno.

 

Maria Helena Horta, Universidade do Algarve

É professora-adjunta do Departamento de Ciências Sociais e da Educação da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve. Leciona em vários cursos via ensino, estando ligada à supervisão dos estágios de educadores de infância e, de um modo geral, à formação inicial e contínua de educadores e de professores, em disciplinas relacionadas com o currículo, supervisão, projetos, avaliação e desenvolvimento da linguagem. É doutorada em Formação de Professores: desenvolvimento profissional de professores para uma educação multicultural, pela Universidade de Huelva, Espanha; Mestre em Ciências da Educação, na área de especialização em Educação de Infância, Licenciada no domínio de especialização de Educação Especial e Apoios Educativos e Bacharel em Educação de Infância pela Universidade do Algarve. Atualmente é diretora do Mestrado em Educação Pré-Escolar, membro integrado regular do Núcleo Interdisciplinar da Criança e do Adolescente (NICA) da Universidade dos Açores (UAc), Delegada Regional no Algarve e formadora da Associação de Profissionais de Educação de Infância (APEI) e membro da bolsa de formadores, selecionados pelo Ministério da Educação, para dar formação sobre as novas Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (2016).

 

Cátia Martins, Universidade do Algarve

É professora auxiliar do Departamento de Psicologia e Ciências da Educação da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve, leciona nos cursos de 1ºs ciclos em Psicologia e Ciências da Educação e da Formação, e no curso de Mestrado em Psicologia da Educação unidades curriculares relacionadas com a motivação para a aprendizagem, psicologia da educação e intervenção socioeducativa em contextos comunitários. Doutorada em Psicologia pela Universidade do Algarve no domínio da motivação para realizar voluntariado: estudos segundo uma abordagem funcionalista e da autodeterminação. Mestre e licenciada em Psicologia Educação pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada – Lisboa, desenvolveu trabalhos na área da motivação para a aprendizagem em crianças do pré-escolar e do 1º ciclo. Exerceu a função de psicóloga educacional desde 2002 a 2009 num agrupamento de escolas, colaborando com unidades de apoio a alunos com surdez e perturbações do espectro do autismo, alunos em situação de exclusão social e insucesso escolar, e na promoção de programas de orientação vocacional. Atualmente integra a equipa do projeto Erasmus+ MILAGE : Interactive Mathematics by implementing a Blended-Learning model with Augmented Reality and Game books. É membro efetivo da Ordem de Psicólogos Portugueses (OPP), do Centro de Investigação em Psicologia e Universidade do Algarve e do Grupo de Trabalho Não Formal da OPP.

 

Vítor Gamboa, Universidade do Algarve

É professor auxiliar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade do Algarve, onde tem vindo a lecionar nas áreas do aconselhamento de carreira, e da intervenção psicopedagógica em contextos educativos, e a orientar estágios e dissertações, no âmbito do curso de mestrado em Psicologia da Educação, do qual é diretor. Situa os seus principais interesses de investigação nas abordagens experienciais ao mundo do trabalho e no impacto das mesmas no funcionamento motivacional e no comportamento vocacional, sobretudo em jovens inseridos em cursos de cariz profissionalizante. É precisamente neste domínio que tem diversas publicações nacionais e internacionais. Integra a comissão organizadora dos Encontros dos Psicólogos dos Serviços de Orientação do Sul – Universidade do Algarve. É membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, da European Society for Vocational Designing and Career Counseling (ESVDCC), da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento de Carreira (APDC) e do Centro de Investigação em Ciência Psicológica (CICPSI– Universidade de Lisboa).

 

Catherine Simonot, Universidade do Algarve

É professora-adjunta da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve desde 2013. Doutorada em Ciências da Educação, com especialidade em didática das línguas estrangeiras: temas da motivação e da aprendizagem autodirigida. Subdiretora do Curso de Licenciatura em Educação Básica e membro do Conselho Técnico-Científico. Colaboradora do DILTEC através da GRAC Ibérique (Sorbonne Nouvelle – Paris III). Membro das associações APEF (estudos franceses) e APHELLE (ensino de línguas). Leciona unidades curriculares nos mestrados da sua unidade orgânica nas áreas de: prática de ensino supervisionada e aquisição e aprendizagem de línguas; lecionação nas licenciaturas nas áreas de: língua, cultura, linguística. A sua atividade científica tem se vindo a centrar na área da didática: ensino de línguas; aprendizagem de línguas; língua francesa; tradução.

 

Mostafa Zekri, Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes

Doutorado em Antropologia Social e Histórica pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (Ex- VI secção da Universidade La Sorbonne); Mestre em História e Civilizações, pela mesma instituição. Atualmente, é Investigador Integrado do CHAM – Centro de Humanidades da Universidade Nova de Lisboa e Universidade dos Açores; é Professor Associado do Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes – Grupo Lusófona em Portimão, onde exerce as funções, para além da docência, de Coordenador do Gabinete de Relações Internacionais e Presidente da Comissão Eleitoral. É autor de quatro livros e de vários artigos, publicados em revistas científicas nacionais e internacionais, sobre temáticas relacionadas com a cultura árabe e islâmica, o Islão sunita, as minorias e migração, os Direitos do Homem, o Mediterrâneo e a mediterraneidade. Colabora como formador e/ou investigador com várias instituições universitárias nacionais e internacionais. Recebeu a Medalha de Ouro de Reconhecimento e Mérito académico da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

 

Elsa Vieira, Universidade Aberta - Coordenadora do Pólo de Silves

Doutorada em Sociologia, coordena desde 2010 o Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta no território abrangente de todo o Algarve e baixo Alentejo. Entre demais funções que cruzam as temáticas de Educação, é responsável pela representação institucional e realização de protocolos com entidades da região, organização de eventos científicos, prospeção pedagógica, bem como integra projetos de investigação local. É ainda formadora e-learning no portal Evolui. É também membro da Associação Portuguesa de Sociologia (APS) e da ELO -Estudos sobre o Local.

As suas áreas de atuação prioritárias são a Educação, a Sociologia do Trabalho, o Género, as Migrações e o Empreendedorismo, tendo matéria publicada em livros e artigos.

 

Paulo Louro, Representante da Comissão de Coordenação da RTPCE

Licenciado e mestre em psicologia educacional.

É funcionário da administração local desde 1990, tendo sido chefe da divisão de educação do município de azambuja entre 2002 e 2012. Atualmente coordena o Gabinete da rede portuguesa de cidades educadoras.

É docente universitário desde 1992 no Instituto Superior de Psicologia Aplicada e no Instituto Superior de Educação e Ciências onde coordena o mestrado em gestão autárquica e leciona nos cursos de educação e gestão autárquica.

Especialista no conceito de cidade educadora e na elaboração de projetos educativos tem colaborado com diversos municípios em Portugal, Espanha e Brasil sendo preletor habitual de palestras e conferências subordinadas a esse tema.

 

  

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
Comissão Científica

  

Comissão Organizadora

Ana Martins Vereadora da Educação
Sandra Generoso Chefe de Divisão de Ação Sociocultural
Ana Paiva Educação
Bruno Freitas Atividades Aquáticas
Carla Barradas Silva Ação Social
Jorge Lamy Serviços Desportivos
Madalena Sousa Educação
Maria das Dores Correia Gabinete de Comunicação e Imagem
Paulo Duarte Gabinete de Comunicação e Imagem
Paulo Francisco Atividades Culturais
Rui Mesquita Gestão de Redes | Smartcity
Suzana Grave Turismo e Comunicação
Tiago Freire Educação

  

Programa do Colóquio "Aprender a Ser para melhor Aprender"  
Comissão Organizadora

 

Centro de Congressos do Arade

Planta Piso 0

  • PlantaCCApiso0

Planta Piso 1

  • PlantaCCApiso1
 

Planta Piso 2

  • PlantaCCApiso2
 

Mapa do Concelho

 

  • MapaConcelho
  

 

 

 

CONFERENCISTAS 


Carlos Fortuna
  Carlos Fortuna
FEUC

  Biografia do Carlos Fortuna   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre     

 

 
Inês de Oliveira
  Inês Guedes de Oliveira
Universidade de Aveiro

  Biografia do Inês de Oliveira   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre    
 
Paulo Dias
  Paulo Dias
Reitor UAB

  Biografia do Paulo Dias   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre    
         

Jaqueline Moll
  Jaqueline Moll
UF do Rio Grande

  Biografia da Jaqueline Moll   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre    

 

 
Alberto Salume
  Alberto Salume
Prefeitura de Vitória

  Biografia do Alberto Salume    Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre     
 
Rosa Maria Coutinho
  Rosa Maria Coutinho
UNICEF Portugal

  Biografia do Alberto Salume    Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre