Educação

"Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo " Paulo Freire

O tema do 8º Congresso das Cidades Educadoras Portuguesas propõe-se aberto, motivador de múltiplas leituras. Que inspire e não limite, seja a reflexão teórica, a participação dos autarcas das Cidades Educadoras Portuguesas, ou as experiências e boas práticas a projetar.

Criar (na) cidade é um desafio temático inspirado no “Direito à Cidade”, uma proposta do filósofo e sociólogo Henri Lefebvre, de reconhecido impacto nas visões e reflexões sobre a Cidade, sobre o direito à Cidade, e posteriormente sobre o direito à Cidade Educadora.

Na apresentação à edição portuguesa desta obra de referência, Carlos Fortuna escreveu que este é “um texto que abre e não um texto que culmina uma matura reflexão sobre a cidade e a vida urbana”. Já a 2 de novembro de 2018, o reputado sociólogo português defendeu que o desafio de Lefebvre, lançado há 50 anos, continua bem atual. Esta foi uma das principais conclusões do Colóquio aberto à comunidade lagoense, e participado por técnicos de diversas áreas de intervenção, realizado na Biblioteca Municipal de Lagoa sob o título “O Direito à Cidade - na agenda urbana há 50 anos”.

Para Criar (na) cidade convocam-se os inesgotáveis percursos da criação, as múltiplas formas de habitar, a criatividade, a educação pela arte, a cultura na cidade, as identidades e as imagens das Cidades, os seus sentidos e emoções. 

Apela-se a toos estes componentes que em sistema de redes erigem a Cidade Educadora.

A cidade “é o lugar da sua reprodução. (…) A cidade é obra, mais aproximável da obra de arte do que de um simples produto material. Se há produção da cidade e das relações sociais na cidade, tal constitui uma produção e reprodução de seres humanos por seres humanos, mais do que uma produção de objetos.” (Lefebvre, p. 56).

Criar (na) cidade propõe relacionar a Arte e a Educação, pedindo-lhes dimensões diversificadas da Cidade Educadora, enquanto espaço habitacional e de convívio.

Artes plásticas, artes musicais, artes performativas, arte urbana, vivem na cidade, expressam-se nas dimensões da educação formal, não formal e informal. Todas se constroem no direito de viver e criar a Cidade, formam pessoas criativas, autónomas, com sentido crítico e reflexivo, favorecendo uma participação igualitária e de respeito por todos e todas no acesso à educação e à formação ao longo da vida.

 

 

 

 

CONFERENCISTAS 


Carlos Fortuna
  Carlos Fortuna
FEUC

  Biografia do Carlos Fortuna   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre     

 

 
Inês de Oliveira
  Inês Guedes de Oliveira
Universidade de Aveiro

  Biografia do Inês de Oliveira   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre    
 
Paulo Dias
  Paulo Dias
Reitor UAB

  Biografia do Paulo Dias   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre    
         

Jaqueline Moll
  Jaqueline Moll
UF do Rio Grande

  Biografia da Jaqueline Moll   Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre    

 

 
Alberto Salume
  Alberto Salume
Prefeitura de Vitória

  Biografia do Alberto Salume    Sinopse da conferência Sandra Barão Nobre     
 
   
           

 

 

Pin It

Imprimir

Centro de Congressos do Arade
37°08'02.1"N 8°31'13.4"W
Encosta do Arade,
8400-611 Parchal
Portugal 
Número de telefone +351 282 498 577

Alojamento com tarifas especiais para participantes

Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site. Para não autorizar a sua utilização, por favor utilize as opções do seu browser e altere as definições de cookies de acordo com estas instruções.
ACEITAR NÃO