Jaqline Moll

Jaqueline Moll

Universidade Federal do Rio Grande (Brasil)

Pela utopia de criar as/nas cidades educadoras: por um mundo onde todos caibam 

O desafio de pensar e construir as cidades como territórios educativos, na perspectiva de renovadas possibilidades para a convivência humana é um desafio permanente para as sociedades locais Diante de estruturas sociais e econômicas historicamente violentas e desiguais, este desafio torna-se ainda maior, sobretudo em contextos de países como o Brasil. Constitui-se também em desafio para países como Portugal.

Alinhavando matrizes conceituais e experiências vivenciais para a construção do conceito de cidade educadora, parte-se do entendimento de que, para além de uma proposição metodológica ou uma teoria onírica sobre um modo distinto de organizar as cidades, esta perspectiva constitui uma abordagem política e pedagógica possível para a recomposição dos mosaicos que são as nossas sociedades, na perspectiva de que seja possível convivermos e co-habitarmos com nossas diferenças, produzirmos nossa vida material e gerarmos dignidade para todos, todas, cada um e cada uma.

Neste sentido propõe tratar-se de um devir permanente e de uma utopia educativa que exige ações intencionais e qualificadas por parte do poder público e da cidadania e que compõe os trânsitos paradigmáticos que estamos vivenciando como civilização.